Uma criança obesa e uma bicicleta


No final de semana, vi uma cena no parque que cortou meu coração. Um garoto de pouco mais de 6 anos de idade -e com praticamente 3 vezes o peso que deveria ter- em cima de uma bicicleta. O que para a maioria das crianças é um momento de deleite, para aquele garotinho foram minutos de puro terror.

Ele estava assustadíssimo, morrendo de medo de cair porque o peso do corpo não lhe dava confiança para estar sentado ali. Ele não tinha estabilidade. O pai do garoto, ao lado dele, tentando incentivá-lo.

Mas foi frustante. O garotinho pedalou por menos de um minuto e parou. Travou, em pânico.

Nenhuma criança pode sentir medo quando está sobre uma bicicleta porque o corpo que ele habita não lhe dá confiança. Pode sentir medo por outras razões.

Manter os filhos ativos, mesmo que consumindo uns porcaritos de vez em quando, é uma das principais recomendações dos médicos para lutar contra a instalação da obesidade na infância.

É uma tarefa para os pais. Já falamos muitas vezes aqui, aqui ou aqui, que a responsabilidade pelos filhos estarem obesos é dos adultos que os criam, sim. Eu sou a responsável pela saúde e bem-estar dos meus filhos, direitos garantidos inclusive pela Constituição.

Fazer trocas, adaptar o cotidiano, optar por medidas que mantenham as crianças ativas, mudar cardápios, cortar para sempre o refrigerante e as balas é um dever dos pais e um direito dos filhos. Isso significa, eu acho, vencer o cansaço, informar-se, ligar para as mães dos amigos e combinar passeios, dar voltas a pé pelo quarteirão, fazer cardápios e riscar da lista de supermercado produtos açucarados como refrigerante, balas, gelatinas, danones.

Aliás, não há desculpa para ver um filho adoecer um pouco a cada dia e não fazer nada ou, pior, culpar a criança. Tsc tsc tsc!

O final de semana está aí. Vamos levar as crianças para se movimentar e comer alimentos de melhor qualidade. Que tal?

Beijos,

Patricia

10 Comments

Ana Carolina

Muito bom, adorei e compartilho com vc a ideia que o adulto é responsável pela obesidade em maioria dos casos. Afinal de contas as crianças são apresentadas aos doces pelos adultos…
Não tô falando que não é para comer ou que não como, mas tô falando que tudo tem que ter uma medida para não gerar um problema maior no futuro.
Beijos,
Ana Carolina

Reply
Comer para Crescer

Oi, Ana Carolina.
É isso mesmo. Sou da seguinte teoria: os pais têm de ser pais. Devem cuidar para a criança ser feliz e saudável e ativa.
bjs

Reply
Noris

No meu caso, é difícil lidar com isso, pois como o Miguel fica com a avó, eu tenho pouco controle. Bala, chocolate, refrigerante, não dá pra proibir, às vezes com brigas consigo evitar, mas… E nem é só pela obesidade, mas por causa de cáries tbm, né. Mas é impossível debater com uma mulher que já cuidou de três filhos que estão grandes e com saúde (ao menos até agora).

O Miguel é muito ativo, talvez por causa da quantia de açucar que corre naquelas veias, mas enfim rsrsrs ele não é obeso, e controlamos o peso dele certinho.

Bjos!

Reply
Adriana Martins

Concordo, somos nós quem compramos os alimentos e os ofertamos, muitas vezes vejo que tudo o que eu não gosto, normalmente meu filho também não. Claro tem algumas coisas que ele não tenta nem experimentar, mas sei , ou melhor tenho certeza que ele está com 44kg , triglicerídeo alto e colesterol também, porque eu também estou comendo errado, estou também acima do meu peso, ou seja ele vai junto, sabe?
Agora estamos em um regime orientado e atentos para não ficar no efeito sanfona e também para não ficarmos abrindo mão aos finais de semana, isso atrapalha muito, não adianta nada comer direito 5 dias e 2 pular fora totalmente.
Estou fechada com ele, inclusive hoje começaremos a caminhar em uma praça perto de nossa casa, nada de exagero começaremos com 30 minutinhos caminhando calmamente e sem interromper.
Bjus

Reply
Comer para Crescer

Adriana,
Parabéns. Você tem meu apoio. Minha admiração. Siga em frente e não pare nunca mais. Essa vigilância é para sempre.
beijos

Reply
mari mari

Concordo que muito da obesidade infantil é problema dos pais, mas há casos de problemas que os pais não puderam controlar. Meu marido foi gordo no final do ginasio, e eles não sabem dizer bem porque. Emagreceu à base de dieta de adulto (muita atividade física e grelhadinhos e saladinhas), e até hoje, o metabolismo dele não é normal. Ele come super pouco, e se comer um pouco a mais, engorda, e demora a perder. Eu sei que a maioria dos casos de obesidade infantil é o excesso na alimentação e o sedentarismo, só não acho justo olhar para esse menino específico em cima da bicicleta e concluir que ele é um devorador de doces e batata frita na frente da tv. Não julgar, muito menos o que desconhecemos. Mas o alerta é válido, sim!

Reply
Comer para Crescer

Oi, Mari.
Obrigada pelo seu comentário. E não olhei para o garoto e concluí que é um devorador de batata frita e sedentário, olhei para ele com muita dor pelo sofrimento nos olhinhos dele. Era pânico naqueles olhos.
E justamente afirmar que “o menino é um devorador” de qualquer coisa é um pensamento equivocado, de jogar a culpa na criança. Criança não é devoradora de nada. Os pais é que enchem os carrinhos de supermercados de comidas muito calóricas sem levar em conta as necessidades de saúde dos filhos. O seu relato diz tudo: seu marido sofreu para ter um corpo saudável. Não precisa ser magro, mas tem de baixar índice de gordura para diminuir colesterol, diabetes etc. Nenhuma criança merece sofrer assim na infância. Os pais têm de assumir o papel de pais. Imagine uma criança diabética com pais negligentes. Pois agora imagine uma criança obesa com pais negligentes. É isso. A culpa é dos pais. Pelo menos é o que eu acho.
bjs

Reply
ANONIMA

Ninguem é culpado pela obesidade de um filho. As pessoas tem metabolismos diferentes e podem engordar com mais facilidade ou dificuldade uns e outros.
Não é apologia a obesidade, os pais devem tentar ajudar os filhos a terem uma vida saudavel, mas descrever dessa forma parece que uma criança obesa não é capaz de pedar, tem que frizar que essa criança não queria, ou conseguia como se crianças magras tb pudessem ter medo de pedalar e cair, mas só no gordo é uma anormalidade. Se deixassem os obesos em paz talvez eles não fossem tão infelizes. Vão ao médico ‘ tem que emagrecer’, vão a academia e vira motivo de piada, vão ao mercado ‘ só vivem comendo’, vão comprar roupa é a vendedora de cara torta….
Eu fui uma criança e adolescente Gorda,todos na minha casa comiamos as mesmas coisas, porem só eu engordava mesmo com a atividade física. Enfim, ninguem quer ajudar um obeso, só quer ver q a pobre criança está gorda e vai ter uma vida doente, como se magros tb não ficassem podres e morressem.
É só o desabafo de uma ex obesa que acha que esses temas só fazem aumentar a discriminação

Reply
mae aflita

Ola sou mae de uma garotinha q esta muito acima do peso e é muito angustiante para mim vela engordando e sofrendo preconceito na rua na escola com os amiguinhos e ate em casa sempre fui uma crianca “gordinha”porem sempre comi pouco e nunca foi de comer besteiras odeio refrigerantes e nao gosto de chocolates so como doces na tensao pre mestrual faço caminhadas e continuo “gordiha”.Ja minha filha come feito um adultu adora comer besteira porem adora verdurad frutas etc porem exagera em tudo belisca o tempo todo mas é muito ativa nao leva uma vusa sedentaria vai brincar pular, correr etc mas logo vem beliscar algu pois nao sao compro o basico dai elaexagera trabalho o dia todo e como controlar isso? Ela nao toma cafe acorda as 9 dai ja esquenta comida e come é bastante angustiante nao poder fazer nada me sinto impotente ver minha filha passar pelo que eu passei e nao conseguir fazer nada ou quase nada ma coisa sempre digo para ela comer menos dai ela chora e diz que estou negando comida ela so tem 9 anos e ja esta com 50 quilos ou seja o pesode um adulto nao concordo em dizer que os pais sao culpados nada vou tentar faze-la seguir uma dieta porem e complicado nao esta com ela o dia todo me sinto culpada porem sei que a culpa nao e exclusivamente dos pais fica aki meu dasabafo achar um cupado é muito simples!

Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *