Carne moída: um ingrediente versátil

Acho a carne moída um dos ingredientes mais versáteis para o cardápio de uma família com crianças. É possível fazer receitas que agradam tanto o paladar infantil quanto o dos adultos. Deixo aqui algumas sugestões de como preparar essa fonte de proteína (para quem não come carne vermelha, acredito que é possível chegar a pratos deliciosos trocando o ingrediente por proteína de soja, por exemplo). Evite o quanto possível misturar a carne a leite ou creme-de-leite.

Vamos às sugestões:

Carne moída refogada básica

Coloque na panela um punhado de alho e outro punhado de cebola com um tanto de óleo vegetal. Deixe fritar e cheirar. Em fogo alto, acrescente a carne moida e frite um pouco, acrescente uma boa pitada de ervas desidratadas (tomilho, salsinha, alecrim, manjericão, segurelho) outra de sal e pimenta do reino (sim, sem medo). Frite a carne, mexendo bastante até ficar soltinha. A carne vai soltar água. Continue mexendo para dissolver as pelotas de carne. Eu uso garfo para desfazer as bolotas. Abaixe o fogo, para reforgar e secar a água até  preferência da família. Não abandone a carne. Vá mexendo vez ou outra. Experimente. Se precisar corrija o tempero. O segredo é sentir gosto de carne e não de carne salgada e apimentada. Loguinho ela fica no ponto.

Nessa carne moída básica é possível acrescentar:

– Legumes cozidos previamente no vapor (15 minutos) e cortados em quadradinhos miúdos, como batata, cenoura, vagem, cará, milho ou ainda pimentão vermelho ou amarelo. Opte por um ou dois ingredientes de cada e os coloque na carne no momento que você abaixa o fogo para os legumes refogarem com a proteína e incorporarem o gostinho da carne (nham!). Servido com arroz branco ou integral, feijão e salada é um refeição saudável e completa. E rápida!

– Molho vermelho e transformar em molho a bolonhesa para cobrir macarronada ou purês (de batata, por exemplo), além de rechear lasanha (esqueça o presunto, eca!) ou tortas.

– Tomates quadradinhos e sem sementes ao final do refogado e virar recheio de panquecas ou de abobrinhas.

Além de refogada, a carne moída crua serve para fazer:

– Hambúrguer – receita nossa aqui.

– Almôndegas (uso a mesma receita do hambúrguer e faço bolinhas) que podem ser fritas, feitas aceboladas, assadas, servidas com molho de tomate e manjericão, num caldo ou na sopa, mergulhadas num caldo com beterradas, ou assadas com pêras (hummm!).  Aliás almôndegas (meatballs) é um prato comum around the world. Na Saveur encontrei receitas apreciadas na Grécia, na Turquia, na Irlanda…

A carne moída pode ainda ser usada:

– para fazer deliciosos quibes (dou a receita no próximo post)

– cozida junto com o feijão, no caldo de mandioca ou no de mandioquinha

– refogada com linguiça fresca triturada

– para rechear batatas (assadas previamente  no forno e cortadas ao meio) e beringelas (cortadas ao meio e mergulhadas em água com pitada de sal)

– no rocambole (feito com cenoura cozida, cortada em palito, tomate).

E mais onde você e sua prole achar possível e saboroso.

beijos,

Patricia

4 Comments

Paula Belmino

Oie adorei as dicas.
Minha Alice nunc agostou de comer carne, depois com tempo descobri que era por ela ter problema pra respirar e como respira com a boca, não tinha vontade de ficar mastigando, ai dava sempre carne moída com macarrão etc… adorei as dicas, bjsssssssssssssss

Reply
Fatima

Nham nham que delícia!!!
Essa carne moída refogada com legumes é uma das mais feitas aqui em casa!!!

Beijos!!

Reply
Fabiana

Aqui em casa também sempre rola carne moída: seja para o molho do macarrão, seja apenas sequinha tipo carne de pastel, com pedacinhos de azeitona, seja para rechear puimentão…
Eita coringão essa carne moidinha….

Bjos.

Reply
Dea

concordo!!!!!!!!!!!!aqui em casa idem, é bolinho de carne assado, refogadinha, hamburguinho,strogonof.

Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *