A “despamonhização” da família

Recebi de uma amiga a sugestão de assistir a palestra do Mario Sergio Cortella, filósofo, mestre e doutor em educação. Eu achei simplesmente o máximo. Durante um seminário em Florianópolis, Cortella dá um panorama sobre a relação entre pais e filhos nos tempos modernos e sobre a construção de uma personalidade ética.  Segundo ele, vivemos tempos de “despamonhização” das famílias e de “miojização” das relações.

Diz que os pais, os adultos, são os principais responsáveis pela formação moral e ética dos filhos. Não adianta chamar o filho de ingrato se os adultos não ensinam, não mostram como dá trabalho ter algo. Fala da importância de cozinhar junto com os filhos para mostrar a eles que nada ocorre rápido, nada nasce pronto, nada é fácil e simples de se conseguir, que existe um processo de elaboração para as coisas acontecerem, que a comida não surge do nada dentro do saco num drive-thru. “Cozinhar com os filhos é importante não apenas para ele conviver com você, mas para entender que existe um processo de elaboração das coisas.” leia mais