Ensinar o filho a comer bem é investir no futuro

ensinar o filho a comer

Já faz tempo que venho pensando sobre a importância de ensinar o filho a comer bem. Isso porque tenho um adolescente de 14 anos que já come fora de casa. Na rua. Ele almoça perto da escola praticamente todos os dias. Notei que nesse ponto da vida dele, os caminhos se abriram para uma infinitude de opções sobre onde comer e o que comer.

Posso afirmar que ter sido a chata dos legumes, a louca do sódio nos anos passados, fez a diferença. Ele até já escolheu almoçar um Cup Noodles lotado de glutamato monossódico. Mas desaprovou porque o gosto é ruim. (Ufa!) leia mais

A criança que come porcaria e a TV de 400.000 polegadas

Garoto-come-chocolateEstá certo você ter uma criança em casa que só come merda e ter uma TV de tela plana gigante? Isso é correto? Eu acho que não… Mas não vou dar merda para meus filhos e sentar no sofá e relaxar ouvindo meu sistema surround de som…

Essa frase foi dita pelo chef e ativista Jamie Oliver durante uma entrevista para o jornal o Estado de São Paulo.  Eu concordo plenamente com ele. Quantas são as famílias que gastam horrores na TV que parece um cinema e compram comida de péssima qualidade para os filhos? Famílias que são capazes de gastar 5 mil reais em uma TV e optam pela comida cheia de conservante porque acham que orgânicos são caros? leia mais

Filho não come? A culpa é dos pais!

Bebê comendo Desculpe o título nada inspirador do post, mas a culpa porque o filho não come, a culpa por alguns estarem acima do peso e saberem cada vez menos brincar sozinhos, é nossa. Somos nós, adultos, responsáveis pela alimentação dos nossos filhos. Somos, nós, responsáveis pela agenda das crianças. Já dissemos isso antes e repetimos: a nossa indulgência na hora de oferecer alimentos e até de deixá-los comer à vontade está criando uma geração de crianças doentes, segundo uma pesquisa realizada sob a coordenadação do pediatra Mauro Fisberg, da Unifesp. Dados da pesquisa  mostram que, das crianças brasileiras entre 2 e 5 anos, 22% apresentam sobrepeso e 6% estão obesas. Estar obesa é ter 15% de gordura do corpo a mais do que o recomendado. leia mais