Arroz, feijão, ovo e uma mãe desnecessária

mãe desnecessáriaArroz, feijão, ovo frito

Meu objetivo dentro da maternidade é ser uma mãe desnecessária.

Pra mim, que sempre quis manter os filhos debaixo das minhas asas, é uma meta bastante ousada. Há alguns anos, ela seria impossível de ser alcançada.

Com os filhos adolescentes, não tenho outra opção a senão ser desnecessária.

Ser desnecessária é ir, aos poucos, saindo de cena do cotidiano deles para que eles possam assumir as obrigações, com seus deveres e, claro, os direitos como cidadãos do mundo. Serem plenamente capazes de assumir as consequências das próprias escolhas. leia mais

Reflexões e uma canja de galinha

canja de galinha

Este post tem uma receita de canja de galinha caseira, deliciosa e trabalhosa. Mas antes tem um pouco de reflexão sobre a minha atual fase.

Caso não queira ter trabalho na cozinha para preparar uma canja de galinha dos deuses, de comer de joelhos, de comer rezando, pare de ler aqui. Mude para outro post com a receita de um bolo de chocolate muito fácil de fazer, por exemplo.

Caso também não queira saber da minha vida, apenas pare de ler este post. Mude para outro com receita de um frango muito fácil de fazer,  por exemplo. leia mais

Quando as frituras fazem bem?

quando fritura faz bem

how-long-do-i-deep-fry-chicken-in-a-deep-fryer_320837f3-46f7-4a91-807b-3805a0424d37_NoticiaAmpliada Quando as frituras fazem bem

Dizer “Eu como frituras” é correr riscos nos dias atuais.

Corre-se o risco de receber olhares “absurdados”, como se tivesse pronunciado uma frase escabrosa revelando um segredo cabeludo.

As frituras entraram para a lista das comidas com potencial de nos levar à desgraça.

O filé à milanesa virou sinônimo de comida que nos mata!

Assim como a coxinha, a banana empanada, o pastel!

Para se manter saudável, o melhor é comer filé de frango assado – se optar por esse estilo de comida que use, então, um molho de laranja, alecrim, alho inteiro e sal, por favor! leia mais