A Adolescência é umami

A adolescência éA Adolescência é assim e assado, frito e cozido.

A Adolescência é também sobremesa.

A Adolescência é salgada, às vezes até demais. Feito água do mar quando a gente engole, dói na língua na garganta, no nariz, nos olhos e até no cérebro.

Em outros dias, a adolescência é amarga. Vixe, tão amarga que é dura de engolir. Feito Novalgina.

Parece que toda manhã, ela é sempre azeda. Azedume de limão que, quando a gente entra em contato, faz aquela careta, de fechar os olhos, espremer os lábios em forma de bico, contrair os dedos das mãos, recuando os braços e encolhendo os ombros. leia mais

Feijão farofado com legumes

Feijão farofado

Os filhos nos  impõem vários desafios, um deles é o da alimentação. Primeiro mamam. Alguns bem, outros nem tanto. Na fase seguinte, começam nas papinhas. Alguns aceitam muito bem. Outros, nem tanto. Alguns meses mais adiante, parecer sofrer uma “mutação” e deixam de comer as papinhas, em geral, recheadas de legumes e verduras.

Aceitam apenas o que desejam e isso pode ser apenas arroz e feijão ou farofa de feijão e mandioquinha ou mandioquinha e tomate ou tomate e frango ou, simplesmente, frango. leia mais

Sentir na pele faz crescer

sentirnapele-jpgOuvi a frase que intitula esse post durante um encontro sobre a importância do brincar na infância, patrocinada pela Nebacetin, pomada usada em cortes, queimaduras. Fiquei com essa frase na cabeça, com o significado dela para mim, pois ia muito além da dor física que um ralado provoca, mas que na criança ensina os limites do corpo e de até aonde se pode ir.

Para mim, sentir na pele tem muito significados. O primeiro, claro, é o de quem nunca sofreu com as dores dos cortes, pancadas, queimaduras, ralados nas pernas, joelhos e cotovelos? leia mais

Lancheira saudável é o c#@*&o!

lancheira saudável

Se eu fosse mãe do Zé Pequeno, com certeza, iria escutar a frase que dá título a este post. Como filho adolescente bem educado e gentil, a estratégia de Samuel para recusar qualquer lancheira saudável, com suco natural, cenourinhas, tomatinhos, sanduíches com pão integral recheado com pasta de ricota, não é soltar palavrão nem se inspirar no personagem de Cidade de Deus, mas avisar que não vai comer nada na hora do intervalo das aulas.

Fiz as contas e descobri que ele corre o risco de ficar 8 horas seguidas sem ingerir nada, tempo entre o almoço e o jantar. leia mais