Qual a diferença entre alimento processado e ultraprocessado?

qual a diferença entre alimentos processados e ultraprocessadosOs alimentos produzidos pela indústria alimentícia são todos processados, desde o arroz até a lasanha da Sadia, mas qual a diferença entre alimento processado e ultraprocessado? Entre um e outro, há um oceano de diferença. Antes de explicar a diferença entre eles, preciso dizer que, segundo o  novo e excelente Guia Alimentar Para a População Brasileira, são três as categorias dos alimentos:

1) In Natura e Minimamente processados

2) Processados

3) Ultraprocessados

Ainda segundo o novo Guia Alimentar, produzido pelo Ministério da Saúde e publicado em 2014,

Alimentos in natura são aqueles obtidos diretamente de plantas ou de animais (como folhas e frutos ou ovos e leite) e adquiridos para consumo sem que tenham sofrido qualquer alteração após deixarem a natureza. Consuma sempre.

Alimentos minimamente processados são alimentos in natura que, antes de sua aquisição, foram submetidos a alterações mínimas. Exemplos incluem grãos secos, polidos e empacotados ou moídos na forma de farinhas, raízes e tubérculos lavados, cortes de carne resfriados ou congelados e leite pasteurizado. Consuma sempre.

Ainda são minimamente processados produtos extraídos de alimentos in natura ou diretamente da natureza e usados pelas pessoas para temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias. Exemplos desses produtos são: óleos, gorduras, açúcar e sal. Consuma sempre.

Os considerados processados são produtos fabricados essencialmente com a adição de sal ou açúcar a um alimento in natura ou minimamente processado, como legumes em conserva, frutas em calda, queijos e pães. Consuma de vez em quando.

Os ultraprocessados correspondem a produtos cuja fabricação envolve diversas etapas e técnicas de processamento e vários ingredientes, muitos deles de uso exclusivamente industrial. Exemplos incluem refrigerantes, biscoitos recheados, “salgadinhos de pacote” e “macarrão instantâneo”. Evite consumir com todas as suas forças.

qual a diferença entre alimentos processados e ultraprocessadosSegundo o Guia Alimentar, “limpeza, remoção de partes não comestíveis, secagem, embalagem, pasteurização, resfriamento, congelamento, moagem e fermentação são exemplos de processos mínimos que transformam alimentos in natura em minimamente processados. Note-se que, como em todo processamento mínimo, não há agregação de sal, açúcar, óleos, gorduras ou outras substâncias ao alimento.

Porque você deve evitar os processados e risca da lista de compra os ultraprocessados?

Os ingredientes e métodos usados na fabricação de alimentos processados – como conservas de legumes, compota de frutas, queijos e pães – alteram de modo desfavorável a composição nutricional dos alimentos dos quais derivam. Além disso, são nutricionalmente desbalanceados, têm sal, açúcar e gordura demais e vitaminas de menos.

qual a diferença entre alimentos processados e ultraprocessados 

Quer saber quais são as comidas ultraprocessadas que devem ser evitadas?

Vários tipos de biscoitos, sorvetes, balas e guloseimas em geral, cereais açucarados para o desjejum matinal, bolos e misturas para bolo, barras de cereal, sopas, macarrão e temperos ‘instantâneos’, molhos, salgadinhos “de pacote”, refrescos e refrigerantes, iogurtes e bebidas lácteas adoçados e aromatizados, bebidas energéticas, produtos congelados e prontos para aquecimento como pratos de massas, pizzas, hambúrgueres e extratos de carne de frango ou peixe empanados do tipo nuggets, salsichas e outros embutidos, pães de forma, pães para hambúrguer ou hot dog, pães doces e produtos panificados cujos ingredientes incluem substâncias como gordura vegetal hidrogenada, açúcar, amido, soro de leite, emulsicantes e outros aditivos.

Será que não está na hora de mudar a lista de compras do supermercado?

Por fim, recomendo a leitura do novo Guia Alimentar brasileiro que está sendo elogiado no mundo todo e se tornando referência para vários governos.

Beijos e bom supermercado,

Patricia

 

14 Comments

Ema Franzoni

O post é esclarecedor, mas que infeliz a comparação com classes sociais. Lamentável!

Reply
Letícia Robles

Nossa, que coisa horrível essa comparação.Não foi infeliz, foi preconceituosa e totalmente elitista.Um pena ver uma jornalista com esse pensamento.
Alias, num país onde a alimentação já é um privilégio, comparar alimentação saudável com classe social é no mínimo trágico.

Reply
juliete silva de souza

Boa explicação, só não concordo com a comparação pobretões e moradores de rua.

Reply
alessandro dias

Frutas desidratadas podem ser consideradas como alimentos minimamente processados?

Reply
Patricia Cerqueira

Oi, Alessandro.
Acho que sim. Se você pensar que para chegar até nós, as frutas passaram por um processamento mínimo e para serem desidratas também passaram por um processamento mínimo.
Temos de ter me mente que todo alimento que chega até nós passa por algum tipo de processamento, a menos que se tenha uma horta em casa.

Reply
As foods que são fast - #comidaboamudatudo

[…] Basta tê-los na geladeira para ajudar no preparo rápido das refeições do dia-a-dia. São melhores que os fast food ultraprocessados. E qual o problema com deles? Já escrevi sobre a diferença entre alimentos naturais, minimamente processados e ultraprocessados. […]

Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *