Porque o apetite do filho diminui

porque o apetite do filho diminui

Há vários aspectos do desenvolvimento infantil que deixam mães, pais, avós assoberbados, uma delas é a repentina falta de apetite, porque o apetite do filho diminui. Existe uma explicação fisiológica para isso. As crianças crescem demais até os 18 primeiros meses. Para dar conta desse crescimento acelerado, os pequenos  comem bastante. Depois dessa idade (mais ou menos isso), crescem em ritmo mais lento e, sabiamente, o corpo reduz o apetite, ou melhor, ajusta o apetite para comer o quanto o crescimento pede.

Quando a gente se vê diante dessa mudança de fase, de a criança pouco se animar, lançamos mão de muitas táticas para garantir um pouco mais de nutrientes no organismo infantil. Algumas são okay. Outras nem tanto, como por exemplo, substituir a comida ‘não comida’ por leite, oferecer mamadeira ou outro alimento só perpetua o problema. Pior: treina o paladar infantil para cada vez mais aceitar somente leite, doce, carboidrato (que é açúcar) e menos a comida de sal.

Não há mágica. Nem receita infalível, mas algumas certezas. Uma delas é criança com fome, come! Pode não aceitar os verdes ou jiló, mas come. Se ela não quer comer, não há desespero se deixar ela se alimentar na próxima refeição. Colocar a criança na frente na TV é outra tática clássica e que deve ser evitada.

Beijos,

Patricia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *