O segredo da comida gostosa

segredo da comida

Já faz algum tempo que venho matutando sobre qual o segredo da comida boa, gostosa. Parei pra pensar sobre isso quando comecei a notar a quantidade de alimentos que colocamos na boca e que apenas alguns se destacam. Por que será que uns se destacam mais do que outros? Será que é o tempero ou são os ingredientes? Será que é a mão da cozinheira/cozinheiro ou são as panelas?

Aliás, será mesmo a mão da cozinheira… então como explicar o sabor incrivelmente delicioso de alguns alimentos frescos? Para não complicar demais, vou ficar matutando, aqui no texto, apenas sobre a comida que sai do fogão (ou da geladeira). Não vou competir com a natureza. Também não vou incluir nessa lista o paladar, que, para mim, é a instância máxima no julgamento final se uma comida é gostosa ou não.

Desconfio que o segredo da comida saborosa, que nos leva a soltar sons onomatopeicos para expressar a sensação boa de colocar tal alimento na boca, seja uma mistura de ingredientes de boa qualidade (e isso não quer dizer ingrediente caro), envolvidos em  temperos que vão além do sal, misturados pelas mãos competentes, habilidosas de quem está preparando, complementados pela sensibilidade da cozinheira(o).

O segredo da comida gostosa para mim

Mesmo com tantos fatores influenciando a comida saborosa, descobri que a subjetividade é que manda. Por exemplo, para mim, a comida ganha uma sabor todo especial quando o preparo começa com um bom refogado de cebola, no azeite ou na manteiga.

Notei isso, fazendo um molho branco com espinafre para um macarrão. A receita pede para refogar uma cebola pequena no azeite, até dourar, juntar creme de leite fresco, o espinafre cozido e picado, queijo parmesão ralado e cozinhar até encorpar e depois colocar sobre uma massa cozida ao dente.

A cebola comanda o sabor desse molho. Já fiz esse creme sem incluir o refogado de cebola. Ficou sem graça, sem alma, sem aquele sabor que faz o prato ser qualificado de gostoso. Desde então, comecei a notar quanta diferença um refogado de cebola pode fazer em um prato.

Por fim, descobri também que não há apenas um segredo a ser desvendado, mas vários.  O primeiro para mim é esse: um bom prato sempre começa pelo refogado de cebola. Claro que existem receitas sem esse início e que ficam tão saborosas. Mas, daí, há outro segredo da comida gostosa para ser desvendado.

Para você, qual é o segredo da comida gostosa?

Beijos,

Patricia

PS: Para Anton Ego, crítico gastronômico de Ratatouille, o segredo da comida boa está na sua capacidade de remeter a uma memória afetiva.

 

 

 

3 Comments

Marcos

Querida Patricia

Excelente texto. Gosto de pensar que um prato bem feito é aquele que foi elaborado como uma sinfonia, em que se presta atenção ao conjunto, mas também, e talvez principalmente, procura surpreender nos detalhes – exatamente como você mencionou. E um refogado de cebola prenuncia, sempre, que vem comida boa por aí.

Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *