É batata frita, mas assada e crocante!

batata fritaUm dos meus grandes desafios na cozinha (e não são poucos) era o de conseguir fazer batata frita. Mas não qualquer batata frita. Uma que me fizesse viajar no tempo e voltar a minha infância, na cozinha da casa de minha mãe.  Tinham de ser as iguais às batatas fritas da dona Maria Helena.

Jamais consegui. Por várias razões e nem sem bem quais são elas para poder listá-las aqui.

Maridón também buscou por receitas de batatas fritas crocantes, iguais às que a mãe dele fazia na infância.

Parecíamos cavaleiros em busca do Santo Graal. Foram testes e mais testes. Ele até conseguiu fazer uma receita deixando as batatas bem fritas. Mas deu tanto trabalho e fez tanta sujeira que nunca mais repetiu.

Sobrou frustração na alma e um gosto de saudade na boca.

Pois, como é impossível voltar no tempo, então, que façamos as nossas batatas fritas!

Mais testes. E, quase sem querer, eu descobri um jeito fácil de fazer batata frita, mas assada. Maridón, também descobriu uma outra maneira de deixar a batata frita bem crocante.

Assim, agora, temos, aqui em casa, duas receitas de batatas fritas.

Neste post, explico como fazer a do jeito do marido (porque tenho algumas fotos). Num outro post futuro, explico o meu jeito (quando eu fotografar o passo-a-passo) de fazer as batatas.

Vamos à receita das batatas fritas, assadas e crocantes

Ingredientes

1 quilo de batata com casca, bem lavadas e cortadas em formato palito

Sal a gosto

Pimenta do reino a gosto

Farinha de trigo a gosto

Azeite a gosto (não pode ser óleo)

batata frita

Modo de Preparo

  1. Pré-aqueça o forno a 180 graus;
  2. Depois de lavar, secar, cortar e secar novamente, misture as batatas com um tanto de farinha de trigo, sal e pimenta.
  3. Arrume as batatas em uma assadeira, cubra com azeite e leve ao forno para que assem ficarem morenas por fora e macias por dentro
  4. Para descobrir que estão assadas, espete um garfo em algumas batatas, principalmente, nas mais grossas.

batata frita

Dicas importantes

1 – O pulo do gato dessa receita é a farinha de trigo. Ela vai criar uma espécie de casca na batata, o que confere uma “certa” crocância;

2 – Não sei a razão, mas quando fiz com óleo, ao contrário do azeite, a batata ficou encharcada, mesmo “besuntada” de farinha de trigo.

3 – “Besunte” as batatas com a farinha de trigo e coloque rapidamente para assar. Quanto mais tempo demorei para colocar para assar, mais a batata soltou água, que se misturou com a farinha e tudo virou uma meleca.

batata frita

4 – Tente cortar as batatas do mesmo tamanho. Batatas com cortes desiguais, assam de maneira desigual, correndo o risco de algumas queimarem e outras ficarem cruas.

5 – Quando colocar as batatas na travessa, não deixe elas sobrepostas ou amontoadas umas sobre as outras porque senão elas não assam.

5 – Essa receita é muito melhor e mais econômica que a batata frita tradicional. Apesar de usar azeite, que é mais caro que óleo, você vai usar em muito menos quantidade, além disso, não faz sujeira no fogão e você não precisa perder tempo descascando a batata.

Beijos,

Patricia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *